ROD BR 381,S/N | RAVENA | SABARÁ |  MG 

Whatsapp: (31) 99973-3937

e-mail: cerbambu@gmail.com

TRABALHO SOCIAL

O CERBAMBU está implantado em Ravena - distrito de Sabará/MG desde 2010. É uma plataforma que visa incorporar na região um conjunto de tecnologias que apontam soluções para problemas relacionadas à água, saneamento, habitação, trabalho, educação, cultura, saúde e energia.  Foi idealizado e implantado pela BAMCRUS – Bambuzeria Cruzeiro do Sul, uma OSCIP, que desde 1999 se dedica a pesquisas sobre tecnologias que utilizam o bambu como matéria–prima. Desde sua fundação a BAMCRUS trabalhou ininterruptamente na ativação de processos de desenvolvimento sustentável em mais de 50 comunidades com altos índices de vulnerabilidade social, nas cinco regiões do país.

Desde a sua instalação em 2010, o CERBAMBU tem estabelecido uma estreita relação com a comunidade local. Por meio de um programa chamado Educação Para Sustentabilidade, viabilizou a interação com as escolas públicas, potencializando alunos e professores como agentes disseminadores da cultura da sustentabilidade. Já foram realizadas ações de mobilização cultural, educacional e visitas pedagógicas, das escolas municipais e estaduais, ao CERBAMBU. Participaram do programa alunos do Centro Cultural do Ser e do Saber, os alunos da Escola Municipal Ordália Ferreira Campos e da Escola Estadual José Luiz Gonzaga Ferreira. Também foi realizada a capacitação de funcionários e professores dessas escolas.

Para além do Programa Educação para Sustentabilidade é oferecida à comunidade de Ravena uma agenda de oficinas e cursos de iniciação profissional, nas áreas de design, cultivo, bioconstrução, mobiliário e artesanato. Também fazem parte do quadro de funcionários e colaboradores do CERBAMBU moradores da Região.

O espaço já se consolidou como um importante espaço público de Ravena, onde ocorrem peças de teatros, Saraus e convenções. 

Atualmente nosso principal foco é viabilizar o projeto crechA, que está sendo concebido para se tornar um complexo educacional projetado, construído e dirigido pelas mulheres de Ravena. Um processo construtivo, pautado pelas práticas de arquitetura sustentável, estruturado a partir de cursos de capacitação remunerados, para formação de artesãs, mestras bambuzeiras, gestoras, cuidadoras e ajudantes.

"Não é preciso ser cientista social para perceber o desamparo que atinge centenas de milhares de mães solteiras e seus filhos, em todas as regiões do país.

Meninos e homens de personalidade esmagada pelo machismo, em absoluto despreparo para a paternidade, abandonam filhos nos colos de meninas e mulheres, todos os dias.

Estou falando de mães com 1, 2, 3, 4, 5 filhos, que não fazem outra coisa na vida, a não ser vencer, a cada dia, o desespero pela sobrevivência.

Mulheres e meninas mães sem escolaridade e renda trabalham como escravas para ter o insuficiente.

Homens e meninos que deveriam ser pais, mas não conseguem assimilar as responsabilidades básicas, precisam urgentemente de atenção.

A sociedade precisa se debruçar sobre a reconstrução do conceito de creche.

 

No meu entendimento a construção de creches deveria ser, indiscutivelmente, a maior prioridade da nação: 

É o aparelho publico que pode e deve reunir as melhores condições para a restauração da dignidade humana.

 

É o melhor porque o serviço de formação das gerações começa no berço e o alívio para as mães é imediato.

 

Que obra poderia escolher para brindar a benção que recebi por ser bambuzeiro?

 

O projeto crechA está sendo concebido para se tornar uma obra que fale com a arquitetura, com a engenharia e sobretudo com a civilização brasileira.

Um complexo educacional para ser projetado, construído e dirigido pelas mulheres de Ravena.

 

Um processo construtivo estruturado a partir de cursos de capacitação remunerados, para formação de artesãs, mestras bambuzerias, gestoras, cuidadoras e ajudantes.

Um equipamento público com capacidade para 300 crianças. Um lugar para estar bem.

 

Para aprender idiomas, cultivar a própria alimentação, cuidar do corpo, brincar, criar e crescer com saúde.

 

Uma obra de referencia com sistemas para autonomia energética, captação pluvial, reaproveitamento da água e saneamento ecológico.

 

Uma crechA para as mães gostarem de trabalhar nela e por ela. 
Para os pais aprenderem a ser pais e o país aprender a ser país."

Lúcio Ventania